Home / Artigos / Operação / Como funciona um Marketplace?

Como funciona um Marketplace?

Comprar e vender pela internet nos dá uma gama enorme de possibilidades de produtos concorrentes. Quando falamos de marketplace, esse volume aumenta ainda mais. Mas será que você conhece bem sobre esse termo? Sabe o que é e como funciona um marketplace? Se ainda não continue acompanhando o nosso artigo e fique por dentro das respostas para essas e outras perguntas!

O que é um Marketplace?

Comparado a um shopping virtual, o marketplace é um espaço de comércio online, abastecido de forma colaborativa, onde cada empresa vende um serviço ou produto. O marketplace pode ser segmentado ou amplo (tendo a sua segmentação interna).

Como funciona um Marketplace?

Cada marketplace trabalha com políticas e custos próprios e você deve olhar qual se encaixa melhor no seu negócio. A taxa de comissionamento, valor do anúncio, pagamento por clique e mensalidade podem variar de um espaço para o outro. Para se destacar neste espaço é preciso desenvolver valor para os produtos, de modo que sua marca sobressaia. Isso é necessário já que em um marketplace várias lojas do seu segmento estarão ofertando itens similares aos seus e os consumidores farão comparação de um determinado produto em diversas lojas com muito mais agilidade.

Como se diferenciar em um Marketplace?

Por funcionarem como um “shopping online”, onde estão presentes diversas lojas virtuais, é bastante comum encontrarmos nos marketplaces produtos semelhantes ou até mesmo iguais entre si. Para diferenciar sua loja dos concorrentes é preciso não oferecer só preço, mas agregar valor ao item ofertado. Descrições detalhadas de produtos, canal de comunicação para tirar dúvidas dos clientes, divulgação de fotos ou vídeos são estratégias que irão agregar valor ao produto e farão com que o cliente se envolva com o seu produto.

Marketplace para grandes varejistas

Há alguns anos o marketplace era tido como espaço para os pequenos e médios empreendedores fazerem negócio. Entretanto, o que temos observado atualmente é que os grandes varejistas estão entrando com tudo neste mercado. Este formato de loja, além de aumentar as oportunidades de vendas já que apresenta um grande fluxo de clientes, contribui para o trabalho de marca e credibilidade na venda de produtos.

Um exemplo de uma grande marca trabalhando nesta plataforma é o extra.com, que funciona como um marketplace onde encontramos desde alimentos a artigos eletrônicos, tudo em um só lugar.

Segundo um levantamento do e-bit (empresa responsável por pesquisas de internet), os marketplaces brasileiros movimentam um volume de mais de 30% do comércio online tradicional. Além disso, esse tipo de comércio aumenta o potencial da marca nas buscas orgânicas, pois compartilha uma plataforma já consolidada.

Medir resultados e realizar acompanhamentos periódicos

Como sabemos, nem tudo que dá certo pra um dá certo pra todos. Portanto, meça seus resultados e antecipe-se caso seja necessário refazer alguma estratégia. Em um e-commerce, tal qual no negócio físico, é fundamental medir dados como volume de vendas, taxa de crescimento, lucro, ticket médio, entre outros.

Além destes monitoramentos básicos, é preciso avaliar qual o número de visualizações da sua marca no marketplace, número de leads, conversões geradas e vendas finalizadas. Saber de onde os clientes estão vindo também é muito importante para que você trace estratégias pontuais na busca por novos clientes. Não se esqueça de medir o tempo de permanência do cliente no seu site e nem de mensurar a taxa de desistência e aonde ela ocorre. Assim você conseguirá melhorar o seu fluxo e a eficiência dos seus processos.

Lembre-se: no mundo virtual, quanto melhor for a qualificação da sua marca, maior será o seu destaque nos sites de buscas. A questão não é escolher entre uma loja virtual ou um marketplace, mas sim estar — com ou sem loja virtual — em um marketplace para fomentar o crescimento do seu negócio e atingir outros públicos!

E você, está preparado para o marketplace? Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário!

 

Fonte: Cia Shop

Veja Também:

Photo StudioBox é Bom? Vale a Pena? (Análise Completa Sobre o Estúdio Portátil para Fotos de Ecommerce)

O Desafio da maioria das pequenas e médias lojas virtuais é na hora de criar …