Home / Marketing Digital / Entenda a Diferença entre o Marketing Tradicional e o Marketing Digital

Entenda a Diferença entre o Marketing Tradicional e o Marketing Digital

Todos nós somos muito familiarizados com o marketing tradicional, afinal de contas, nos deparamos com propagandas a todo instante, o que torna muitas campanhas algo marcantes e nostálgico. Porém, de uns anos pra cá, o impacto causado pela expansão da internet fez com que o universo business começasse a ver o mundo digital como uma grande mina de ouro a ser explorada, dando origem ao que chamamos de marketing digital.

O surgimento do marketing digital ainda traz consigo muitas dúvidas e equívocos, sendo o principal deles afirmar que o único ponto que difere o tradicional do digital é o fato de um ser off-line e outro on-line. Tal afirmação não está errada, o erro está em achar que esse é o limite da questão. Mas quais são as outras diferenças entre as “modalidades”? É o que lhe responderemos a seguir!

Princípios opostos

Existe uma diferença entre os princípios de marketing digital e o tradicional. O objetivo do marketing na internet é o de chegar até o cliente, produzindo conteúdos com vista em atraí-lo até o produto. Tal estratégia faz parte dos conceitos de inbound marketing.

Já os conceitos de outbound, como são conhecidos os meios tradicionais, visam chegar até o cliente através de um planejamento completamente diferente, isso porque os anúncios abrangem o público geral. A marca sempre conhece o perfil do seu público, mas, ao anunciar em um jornal, por exemplo, o número de potenciais clientes que se depararam com ele é sempre uma incógnita.

Diferentes níveis de interatividade

Um dos componentes da formula de sucesso do marketing digital é a interatividade com o público. Em todos os meios de publicação o internauta pode registrar comentários, o contador registrará o número de compartilhamentos, curtidas, recomendações, ratings etc. Ou seja, o feedback imediato — ou a falta dele — serve como métrica para avaliar o desempenho de uma campanha.

Já os meios tradicionais estabelecem alguns limites com relação a isso. Geralmente — principalmente nas grandes empresas — a interatividade fica por conta do SAC, ou outros canais de ouvidoria onde o cliente pode registrar opiniões , sugestões e críticas. Embora haja um importante feedback, é muito mais difícil um cliente se sentir convencido a entrar em contato por telefone, ainda mais na ‘Era do smartphone’ em que vivemos.

Quantidade x qualidade

Como dito anteriormente, ao anunciar em mídia impressa, outdoors, rádios ou televisão, o anúncio pode atingir um grande público sem poder mensurar precisamente sua qualidade. Portanto, o planejamento de uma campanha de marketing tradicional costuma ser muito bem estruturada, pois há uma necessidade de fazer uma série de estudos antes de colocá-la em prática.

Por exemplo: ao anunciar na televisão, é preciso saber a média do índice de audiência, qual o perfil de quem está assistindo a uma emissora no determinado horário, ter sólido conhecimento de mercado para negociar os valores de investimento etc.

Segmentação de público

O marketing digital tem uma proposta que se opõe a isso. Há diversas ferramentas específicas, como Google Adwords, que permitem segmentar o público. Por outras palavras, com o marketing on-line é possível atingir o público alvo através de resultados de busca, e-mail, ou redes sociais.

Se, por exemplo, você tivesse uma lanchonete e se interessasse em disponibilizar pedidos de delivery pela internet. E agora? Como as pessoas certas vão saber disso? Basta segmentar seus anúncios ao público que reside nas localidades que o estabelecimento atenderá. Na prática isso exige um baixo investimento, e pode ser feito em campanhas do Google Adwords, redes sociais e boas práticas de SEO.

Entretanto, isso não significa que as estratégias de marketing tradicional sejam mais ou menos eficazes que as de inbound marketing, o que existe são alternativas para atingir um objetivo. O que definirá se uma campanha será bem sucedida continuará a cargo de certos diferenciais, como: criatividade; empenho; conhecimento estratégico; e confiança no próprio produto. Dessa forma, podemos concluir que o marketing ideal é aquele que utiliza o que há de melhor no tradicional e no digital.

Se você é um profissional, estudante ou um simples curioso sobre marketing, não deixe de assinar nosso newsletter para receber novos artigos como este em seu e-mail!

 

buscarid.com