Home / Artigos / Operação / O que é Cross Docking e como montar uma estratégia?
cross docking vantagens e desvantagens

O que é Cross Docking e como montar uma estratégia?

O e-consumer está exigente e a entrega rápida é um dos fatores que mais influenciam na sua satisfação com a loja virtual. Do outro lado, atuantes no e-commerce percebem essa tendência e dedicam-se cada vez mais às estratégias de logística. A metodologia Cross Docking pode ser a solução ideal para essa questão.

Quando preços, qualidade dos produtos e formas de pagamento são similares, a entrega provavelmente será uma oportunidade a ser explorada para se destacar.

Nesse sentido, o Cross Docking pode ser uma estratégia eficiente para ajudar a desenvolver vantagem competitiva. Implementado adequadamente e nas condições certas, ele pode acelerar os processos de logística e proporcionar entregas mais rápidas para os seus clientes.

Ficou interessado? Conheça agora o que é e como montar uma estratégia Cross Docking!

O que é Cross Docking?

Cross Docking é um procedimento de logística em que o lojista não precisa necessariamente armazenar os produtos em seu centro de distribuição. Quando um pedido é feito, ele envia uma solicitação de compras para o fornecedor, que por sua vez irá enviar ao lojista os produtos.

No momento que o lojista receber os produtos em seu centro de distribuição, os processos internos são simplificados pois não há necessidade de armazenagem, já que os itens já foram vendidos.

O lojista precisará fazer a conferência na sua doca de entrada, no intuito de identificar possíveis divergências e depois, o processo pula diretamente para a separação dos itens para cada um dos pedidos e segue normalmente o fluxo.

Agora fica mais claro que cross docking significa cruzar as docas entre a sua empresa e o seu fornecedor, buscando diminuir os custos operacionais e de risco do seu estoque.

Agora vamos analisar quais são as vantagens e as desvantagens desse modelo para e-commerce.

Quais as vantagens do Cross Docking?

Algumas das principais vantagens do Cross Docking são:

  • o lojista diminui o risco de ter produtos que possam encalhar uma vez que o pedido para o fornecedor só será feito quando o item for vendido na loja virtual;
  • um dos grandes custos do e-commerce é com o custo do estoque, portanto ao implementar a estratégia de cross docking, podemos diminuir ou até eliminar consideravelmente esses custos;
  • é necessário menos investimento em estoque, uma vez que ao fazer uma previsão de quanto iremos vender, precisamos arriscar em alguns itens;
  • o espaço do centro de distribuição é significativamente menor, já que não precisamos de espaço para armazenagem;
  • maior rotatividade do estoque, já que os produtos comprados são apenas aqueles vendidos, gerando receitas de forma mais rápida para a loja virtual.

Como o Cross Docking funciona no Brasil?

A metodologia Cross Docking pode parecer um sistema de logística ideal para atender às demandas das lojas virtuais, mas ela envolve complexidades e uma forte integração entre setores. Isso exige mudanças radicais na forma como você gerencia seus estoques e sistemas de compra e venda.

É nesse aspecto que muitas donos de e-commerce no Brasil pecam, pois a falta de um conhecimento amplo e planejamento das operações pode colocar toda a estratégia em risco, eliminando as vantagens que ela possui.

Algumas barreiras que atrapalham o bom funcionamento dessa metodologia são:

  • necessidade de forte investimento para realizar integrações entre o sistema dos fornecedores com os da loja;
  • controles ruins dos fornecedores que pode gerar quebra de estoque e consequentemente, prejudicar o cliente final;
  • aumento no prazo de entrega final para o cliente, uma vez que é necessário aguardar os itens chegarem no centro de distribuição para iniciar o processo;
  • aumento no custo de entrega dos itens para o lojista, uma vez que ao longo do mês deverão ser realizadas mais entregas do que o modelo tradicional que concentra centenas de itens em apenas uma data de corte;
  • diminuição do poder de negociação, já que com esse modelo o lojista transfere algumas responsabilidades para o fornecedor;
  • possibilidade de diminuição da margem de contribuição da loja já que cada compra possui uma quantidade menor em comparação a uma compra apenas em um determinado momento.

O que queremos dizer é que usar a metodologia Cross Docking pode ser muito vantajoso para o negócio, mas envolve uma mudança de pensamento por parte dos gestores. Fabricantes, distribuidores, lojas virtuais e empresas de logística precisam deixar de lado as diferenças e trabalharem juntos para que todos possam desenvolver seus negócios.

Por isso, você deve entender se o seu segmento permite adotar essa estratégia fazendo os seguintes questionamentos:

  • no seu segmento, o prazo de entrega é fundamental para o cliente?
  • as margens dos produtos permitem absorver maior custo de envio da mercadoria para seu centro de distribuição?
  • o seu fornecedor irá trabalhar em conjunto ou você será mais um comprador?

Como montar uma estratégia Cross Docking?

O e-commerce é um dos segmentos que mais utiliza a metodologia Cross Docking, e embora apresente diversas vantagens para a empresa e clientes, ele vem carregado de obrigações e cuidados que devem ser atendidos para não tornar o método um vilão do negócio.

Por isso, listamos algumas recomendações fundamentais para que, ao adotar a estratégia, você possa tirar o melhor proveito dela. Confira:

  • avalie sua curva ABC e identifique itens em potencial, assim como fornecedores, que podem ser trabalhos como Cross Docking. Se você optar por itens da curva A, você terá um potencial de economia alto, mas também precisará se preocupar com mais detalhes, afinal, essa curva deve representar mais de 70% das suas vendas;
  • adote entregas de diferentes “velocidades” de envio como econômica, normal e expressa. Se o cliente optar por uma entrega econômica, você pode trabalhar esses itens dentro da metodologia de Cross Docking;
  • selecione fornecedores que possuam melhores controles de estoque e que você já tenha prévio relacionamento. Se algum problema ocorrer, você poderá contar com ele para encontrar uma rápida solução;
  • reveja seus processos internos para fazer possíveis ajustes ao contemplar o Cross Docking. É fundamental que toda a operação trabalhe em harmonia

Um dos fatores que mais podem influenciar no sucesso de uma loja virtual é a entrega rápida e com qualidade, pois esse processo afeta diretamente na satisfação do consumidor. Dessa forma, o uso do Cross Docking representa uma alternativa bastante atrativa para o e-commerce, principalmente no Brasil. Mas lembre-se: adotá-la envolve planejamento e atitudes bem pensadas.

Omnichannel e o Cross Docking?

Não poderíamos deixar de citar os benefícios de implementar essa estratégia dentro da sua própria empresa. Os benefícios são inúmeros quando falamos de lojas com uma grande quantidade de itens, que é o caso de supermercados e farmácias.
Esses dois segmentos chegam a ter mais de centenas de milhares de itens e cada uma das suas lojas podem ter disponibilidades diferentes de cada um. Quando implementamos o cross docking na própria empresa, conseguimos atender o cliente com mais produtos e estoque.

Essa metodologia é chamada de bolsão de entrega. Nela, uma loja principal é selecionada para atender o cliente da região e as demais lojas menores que estão próximas complementam o sortimento.

Portanto, se um cliente entra comprando um remédio de dor de cabeça, um para resfriado e outro para tosse, pode ser que a loja principa tenha o remédio para tosse, enquanto outras duas lojas próximas tenham os outros remédios.

Implementando essa estratégia será possível ver tanto aumento de vendas quanto aumento de valor médio do pedido.

 

Veja Também:

Entenda Porque ter um Chat no Seu Ecommerce

Uma pesquisa recente realizada pela eDigital’s Customer Service Benchmark constatou o que muita gente já …